Volante poderá ser única parte do carro a ser comprada, prevê Jaguar Land Rover

Montadora apresenta peça futurista, com inteligência artificial, que guarda todas as informações do cliente e providencia um carro somente quando ele precisa.

0
118

Será que, no futuro, ter um carro próprio será coisa do passado? A Jaguar Land Rover já prevê casos em que a única parte do veículo que o cliente terá de comprar será o volante.

A montadora inglesa divulgou nesta segunda-feira o conceito chamado Sayer, que equipará um carro-conceito que mostrará a visão da empresa para a mobilidade de 2040 em diante.

O Sayer é o primeiro volante de inteligência artificial (AI) ativado por voz que poderá realizar centenas de tarefas, descreve a Jaguar.

A marca imagina o futuro com veículos autônomos (que dispensam motorista), conectados e elétricos, em que “uma pessoa não precisa, necessariamente, possuir automóvel, mas sim, apenas seu volante: o carro autônomo iria automaticamente até onde o cliente está e quando ele quiser”.

Uma vez conectado, o volante descarrega no veículo todas as informações de configurações e rotas determinadas pelo cliente.

Por exemplo, se o cliente precisa estar em uma reunião em um lugar situado a cerca de duas horas de viagem de sua casa, ele pode simplesmente pedir um veículo ao Sayer, “do conforto de seu sofá”, e “o volante providenciará um modelo que vai até você de forma autônoma e que te leva ao seu destino”, explica a fabricante.

“Ele pode inclusive, indicar a você, caso queira, qual é a melhor parte do trajeto para que você dirija o modelo se assim for da sua preferência.”

A montadora diz ainda que volante é uma referência de um dos mais proeminentes designers que já trabalharam na Jaguar no passado: Malcolm Sayer, profissional que atuou como designer da marca entre 1951 e 1970.

A peça fará sua primeira aparição global durante o Tech Fest, evento de tecnologia promovido pela Jaguar Land Rover e que começa na próxima quinta-feira (7), em Londres .

Booking.com

Deixe uma resposta