Usa o Wi-Fi em hotéis? Cuidado com os hackers

É melhor ter atenção da próxima vez que ligar o wi-fi num hotel.

0
120

Um novo relatório assustador revela como os hackers podem roubar os seus dados pessoais usando um Wi-Fi de hotel falso.

Uma investigação especial realizada pelo Today show, nos Estados Unidos, revelou o quão fácil é para os criminosos cibernéticos entrarem no seu telefone e roubarem as informações do seu cartão de crédito, enquanto está sentado à beira da piscina a apanhar sol.

O jornalista de investigação Jeff Rossen recrutou um especialista em segurança para criar hotspots de Wi-Fi falsos no hotel Grand Fiesta Americana, em Cancún, no México.

A dupla conseguiu enganar alguns turistas, dando ao seu Wi-Fi nomes semelhantes ao Wi-Fi oficial.

Quando os turistas iniciaram a sessão naquela rede de Wi-Fi, o hacker conseguiu espiá-los e ver as suas compras, detalhes do voo e informações bancárias.

O jornalista percorreu o resort seguindo os turistas através dos telemóveis, antes de se encontrar com eles na praia para avisá-los dos perigos que corriam.

Os turistas ficaram atordoados com a facilidade com que foram enganados. O repórter ofereceu-se, depois, para dar dicas de como estar seguro durante as férias.

A dica mais fácil é desligar o o Wi-Fi público ao fazer compras online através do telemóvel e usar antes a rede móvel para fazer essas transações – é verdade que pode sair mais caro na conta telefónica, mas irá mantê-lo protegido contra hackers.

Rossen também pediu aos utilizadores do Wi-Fi dos hotéis para «esquecerem a rede» quando andam de um lado para outro, para evitar o login automático.

Por fim, o jornalista aconselhou a testar o Wi-Fi colocando o número de quarto errado, quando solicitado. Se ainda assim tiver acesso à Internet, saberá que é fraude e que permitirá que qualquer pessoa se ligue à rede. Se for legítimo, será rejeitado até colocar os dados verdadeiros.

As famílias australianas foram avisadas durante o período de férias de verão para ter acesso cuidadoso às redes Wi-Fi gratuitas que podem não ser seguras.

E este erro pode ser dispendioso. No fim do ano passado, a polícia austríaca informou que tinham roubado um homem em 155 mil na moeda digital Bitcoin depois de este se ter conectado à rede Wi-Fi pública não segura do restaurante.

Booking.com

Deixe uma resposta