Tesla: do interesse em Portugal à compra da SolarCity

A empresa norte-americana fecha negócio de dois mil milhões de dólares para a compra da SolarCity.

0
302

A fabricante de carros elétricos Tesla anunciou a compra da maior empresa de distribuição de energia solar norte-americana, SolarCity, por 2 mil milhões de dólares (cerca de 1,8 mil milhões de euros).

A aquisição foi aprovada por mais de 85% dos acionistas da empresa de automóveis norte-americana, que pretende agora dar alguns passos fora do sector auto, com a apresentação do “teto solar” para as habitações. A ideia consiste na criação de telhas, que apesar de parecerem feitas de barro ou pedra, são vidro temperado e texturizado, que permite a entrada de luz, com perdas de apenas 2%.

“Estamos a tentar fazer um produto integrado” afirma o CEO da Tesla, Elon Musk. O “teto solar” deverá começar a ser comercializado durante o próximo ano, tendo um preço inferior ou equivalente ao de um telhado normal.

O negócio, no entanto, levantou algumas questões relativamente à dívida da empresa de painéis solares, que tem registado quebras nos últimos oito trimestres. Segundo Elon Musk a Tesla vai absorver a dívida da SolarCity e garante que “embora extremamente improvável, eu pago-a com o meu próprio dinheiro, se necessário. Dívidas devem ser honradas”.

Portugal na mira da empresa

Depois do anúncio de que a Tesla Motors iria construir a próxima Gigafactory na Europa, surgiram várias propostas por parte de países europeus, nos quais se inclui Portugal, Espanha, França, Holanda e alguns países da Europa Oriental.

Ao “Jornal Económico”, o gabinete do Ministério do Ambiente confirmou que o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, se reuniu com representantes da empresa norte-americana em Portugal, há uns meses.

Aliás, tudo indica que Tesla poderá chegar em breve a Portugal, até porque foram abertas três vagas de empregono site Alerta Emprego. No site estão disponíveis três oportunidades de carreira em Lisboa: Store Manager, Service Manager e Service Advisor, todas na área de vendas.

Ainda que o CEO da empresa, Elon Musk, só escolha o verdadeiro destino em 2017 é certo que o sol da Península Ibérica agrada aos investidores.

Booking.com

Deixe uma resposta