Sebastian Vettel pode alcançar Michael Schumacher

0
160

O alemão Sebastian Vettel vai seguir os passos de Michael Schumacher? É o que a imprensa europeia já especula depois da vitória convincente no GP de Mônaco, a sexta etapa dos Mundiais de Pilotos e Construtores da Fórmula 1 2017. Michael Schumacher, com 31 anos, deu início aos seus cinco títulos pela Ferrari. Vettel completa 30 anos dia 3 de julho. E pode arrancar agora para seu quinto título mundial.

Antes de chegar à Ferrari, como se sabe, Schummy conquistou dois títulos pela Benetton. Passou quatro anos pilotando e organizando a equipe até chegar ao primeiro título pela Casa de Maranello em 2000.

Vettel venceu quatro campeonatos entre 2010 e 2013 pela Red Bull. Chegou à Ferrari em 2015 e este ano tem condições reais de levantar o título pela Ferrari, que não vence desde a conquista de Kimi Räikkönen em 2007, com ajuda de Felipe Massa, no GP Brasil, em Interlagos.

Antes de chegar à Ferrari, Michael Schumacher somava 35 vitórias. Vettel, por sua vez, venceu 39 vezes antes de ser contratado pela escuderia italiana. Schumacher encerrou a carreira com 91 vitórias. E Vettel já soma 45 primeiros lugares, incluindo as da Austrália, Bahrein e Mônaco em 2017. Schumacher continuou ganhando corridas até 2006, quando já tinha 37 anos. Se correr mais sete, portanto, não impossível que Vettel alcance as marcas de vitórias e os sete títulos do seu compatriota.

E o público da Fórmula 1 não ignora esse fato. Na escolha do ‘Piloto do Dia’, votado durante a transmissão da prova e introduzido em 2016, Vettel venceu outra vez no GP de Mônaco. Ele venceu sete vezes e perde apenas para Max Verstappen, eleito nove vezes. Os demais seguem bem atrás.

Na Ferrari, o ambiente é de euforia com as performances de Vettel. E quem assistiu à corrida de Mônaco pôde apreciar sua tática mortal, acelerando muito antes da troca de pneus para ganhar a liderança de Kimi Räikkönen no box, com méritos. O ritmo e a tática lembraram muito o estilo de Michael Schumacher. Vettel, depois de marcar várias vezes a volta mais rápida, terminou com a segunda melhor volta da prova: 1min15s238. O melhor foi de Sergio Perez, Force India, 1min14s820.

A Ferrari já faz os cálculos para todas as provas restantes do campeonato. E as previsões indicam que o título de 2017 deverá sair em Interlagos ou Abu Dhabi. E espera, até lá, uma disputa intensa com a Mercedes. Mas sem tirar os olhos da Red Bull.

A Fórmula 1 deve continuar aumentando gradativamente a velocidade dos carros. As equipes ficaram bem impressionadas com a marca de Kimi Räikkönen, no sábado, a pole mais rápida da história da pista de Mônaco: 1min12s178.

O Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece nos dias 10, 11 e 12 de novembro no autódromo de Interlagos, em São Paulo. Os ingressos para a corrida, informações e imagens em 360 graus dos setores estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br. O GP Brasil também está no Instagram e Facebook: gpbrasilf1.

Castilho de Andrade                        

Diretor de Imprensa do GP Brasil de F1

Booking.com

Deixe uma resposta