Robôs poderão mesmo desencadear 3ª Guerra Mundial como acredita Elon Musk?

O fundador das empresas Space X e Tesla, engenheiro Elon Musk, acredita que a inteligência artificial pode provocar uma nova guerra mundial. No entanto, nem todos os especialistas compartilham tal opinião.

0
164

Na segunda-feira (4), o bilionário escreveu no Twitter que, em sua opinião, “a competição pela superioridade na área de inteligência artificial a nível nacional poderia causar a 3ª guerra mundial”.

Não foi por acaso que Musk escreveu seu tweet misterioso e obscuro: trata-se de uma resposta aos comentários do presidente russo, Vladimir Putin, quanto às oportunidades e consequências que a inteligência artificial pode causar à humanidade.

Ao invés de Putin, que terminou seu discurso em um tom ligeiro, afirmando que a Rússia estará mais do que disposta a compartilhar com o mundo suas tecnologias caso se torne “líderes na inteligência artificial”, Musk deixou uma intriga.

Depois de postar seu primeiro tweet sobre iminente 3ª guerra mundial, o empreendedor fez outras alusões que a catástrofe não será desencadeada pelas nações líderes na área, mas por um robô e considera que inteligência artificial representa um perigo muito maior do que testes nucleares de Pyongyang.

Bomba de hidrogênio
© FOTO: PIXABAY

No entanto, nem todos pensam como o bilionário.

Em entrevista à Sputnik Internacional, Dr. Noel Sharkey, professor de tecnologias robóticas e inteligência artificial da Universidade de Sheffield (Reino Unido), disse que “robôs podem começar a guerra, mas não por si só”.

“Tudo depende de como as pessoas usam a tecnologia… Musk acredita que computadores vão ter certos desejos e vão querer atacar”, disse o especialista. Mas na verdade robôs são apenas “dispositivos programados com capacidades de detecção”.

O especialista admitiu que “robôs poderiam vir a provocar guerras” caso permitamos que máquinas autônomas selecionem seus próprios alvos e matem sem controle dos humanos, “depende das pessoas qual direção seguirá a tecnologia”.

Noel Sharkey também acrescentou que sistemas de armas autônomas são reais e estão sendo desenvolvidos por todas as grandes potências mundiais. Mesmo esses sistemas sendo perigosíssimos para segurança global, eles não se levantarão sozinhos, frisa o professor.

Booking.com

Deixe uma resposta