Recuo do desemprego reflete “bons resultados” do crescimento económico

O ministro da Economia, Caldeira Cabral, disse hoje que a descida da taxa de desemprego para 8,9% em julho reflete os bons resultados do crescimento económico, investimento e exportações.

0
124

É uma ótima notícia e que demonstra os bons resultados que estamos a ter no crescimento económico, no investimento e nas exportações, que se estão a refletir no que é o mais importante, a criação de emprego”, disse à Lusa, à margem da inauguração de uma unidade fabril, em Samora Correia, distrito de Santarém.

Caldeira Cabral referiu que a taxa de desemprego acompanha o trajeto económico verificado nos últimos dois anos e que apresenta sinais de progressão.

“Esta taxa de desemprego é a mais baixa desde 2008 e é uma evolução que acompanha todo o trajeto que temos vindo a observar, nos últimos dois anos, e que continua a progredir num sentido positivo”, referiu.

O ministro da Economia disse ainda que Portugal foi o segundo país da União Europeia a criar mais empregos, no primeiro trimestre de 2017 e acrescentou que as empresas e os trabalhadores estão a encontrar projetos para trabalhar em Portugal.

“Portugal foi o segundo país da União Europeia a criar mais empregos, no primeiro trimestre deste ano” e “as empresas e trabalhadores portugueses estão de parabéns”, porque estão a “encontrar projetos para trabalhar em Portugal”, concluiu.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) reviu hoje em baixa de 0,2 pontos percentuais a taxa de desemprego de julho para 8,9%, o valor mais baixo desde novembro de 2008, estimando para agosto a manutenção do mesmo valor.

O valor apurado para julho representa uma descida em 0,2 pontos percentuais face ao mês anterior e menos 0,6 pontos percentuais em relação a três meses antes, sinalizou o INE.

Booking.com

Deixe uma resposta