Quem disse, Berenice? A marca onde toda a maquiagem é possível chegou a Portugal

São mais de 400 produtos de rosto, olhos, lábios, vernizes, pincéis e acessórios. O gigante da maquiagem brasileiro chega a Lisboa e Porto com três lojas e nomes como "vermelhusco" e "vermelhão".

0
360

Não se pode usar batom vermelho e olhos carregados. Não se pode usar glitter com uma certa idade. Não se pode usar olhos pretos durante o dia. Não se pode usar o verniz das mãos diferente do dos pés. Quem disse? Porquê? Esta é a filosofia por trás da marca Quem disse, Berenice?que acaba de chegar a Portugal para fazer da maquilhagem um universo livre onde não há certo nem errado.

Quem é, afinal, a Berenice?

A Berenice, por assim dizer, nasceu no Brasil em 2012 pelas mãos do grupo O Boticário e tornou-se um gigante da maquilhagem. Em 2014, um bebé de dois anos, já celebrava o marco de um milhão de batons vendidos. Irreverente, divertida, espontânea e colorida, Quem disse, Berenice? procura destruir todas as regras do mundo da beleza que aprisionam as mulheres e não as deixam ser quem são nem usar a maquilhagem da forma que mais gostam. Se queremos usar batom vermelho no trabalho, por exemplo, quem disse que não podemos? A Berenice não foi, certamente.

A marca integra uma nova era de maquilhagem que procura criar produtos de alta qualidade a preços justos e que, tal como a NYX, que chegou a Portugal em julho, quer destruir o paradigma de que a maquilhagem boa tem obrigatoriamente de ser cara. Quem disse, Berenice? fala diretamente a todas as mulheres de qualquer idade que se procuram afirmar através das cores. Embora não tão grande como a líder do grupo — a marca O Boticário tem mais de quatro mil lojas espalhadas pelo Brasil –, Quem Disse, Berenice? já conta com mais de 200 lojas, tendo-se destacado, desde o primeiro dia, pela ousadia e variedade do seu portfólio de produtos.

Uma marca diferente e a aposta em Portugal

Há várias coisas interessantes a destacar, como os próprios nomes das cores dos produtos que são divertidos e diferentes do habitual, onde a maioria das marcas adota um padrão ou um nome em inglês. Para os batons vermelhos, por exemplo, vai dar por si a cantar Fáfá de Belém porque as cores têm nomes como: vermelhusco, vermelhaço, vermelhante, vermelhão (leu isto a cantar, não leu?). O objetivo, além de ser alegre, é simplesmente “descomplicar”, para que a consumidora possa reconhecer facilmente os produtos.

Mas fora deste lado mais jovial, há uma mensagem séria e de responsabilidade, onde a marca optou por produzir embalagens leves com um design reto e simples, de forma a conseguir reduzir o peso de cada produto e a quantidade de material plástico e papel utilizado.

Embora muitas marcas, quando pensam na sua expansão internacional, apostem em cidades icónicas como Nova Iorque ou Paris , a revista Exame explica que fazia mais sentido apostar em Portugal pela aproximação da cultura, da língua e pelo facto de sermos um país com um mercado de beleza bem estabelecido (cerca de 70 por cento das portuguesas usa produtos de beleza, contra 50 por cento das brasileiras), mas menos fechado à entrada de marcas concorrentes.

O que terá a marca em Lisboa e no Porto?

Em Portugal, a marca vai ter mais de 400 produtos para rosto, olhos, lábios, além de vernizes, pincéis e acessórios. São mais de 100 cores de batons, 60 cores de sombras e 18 tons diferentes de bases e pós faciais. E porque brincar com cores também implica alguns (ou muitos) erros, a Berenice tem uma frase: “Se errar, é só apagar e voltar a tentar”. Para isso, conta ainda com uma linha de desmaquilhantes bifásicos com cores e aromas diferentes, reforçando este posicionamento.

Por enquanto, só vamos ter três lojas mas que irão seguir o design brasileiro que se assemelha muito a um “playground” da maquilhagem. Todas permitem liberdade de circulação e acesso direto aos produtos em todas as bancadas, com espelhos, pincéis, esponjas e desmaquilhantes para que seja possível testar tudo à vontade. Tanto em casa, como na loja, o mantra “experimentar, errar, apagar e voltar a experimentar” mantem-se no ato da compra dos produtos, onde as próprias consultoras — as “berês” — aconselham a cliente a testar tudo até encontrar o produto que melhor se adequa a si.

A loja do Porto abre a 29 de novembro, terça-feira, no Norte Shopping. Em Lisboa, dia 1 de dezembro, quinta-feira, abre no Centro Comercial Vasco da Gama e no dia 8 de dezembro, quinta-feira seguinte, no Dolce Vita Tejo.

Quem disse, Berenice? vai ter também uma loja online com distribuição para toda a União Europeia.

Na fotogaleria damos a conhecer alguns dos produtos que vão estar disponíveis em Portugal (ainda sem preço de venda divulgado) para que possa começar a conhecer a Berenice.

Booking.com

Deixe uma resposta