Nasa quer enviar astronautas para a Lua na próxima década

Plano envolve o desenvolvimento de um novo foguete, veículos de aterrissagem e um módulo orbital, que poderá ser habitado por até 60 dias

0
111

A Nasa tem planos ousados para a próxima década: a agência espacial norte-americana pretende enviar pessoas para a Lua na próxima década. A notícia foi reportada pelo site americano SpaceNews, que entrevistou Robert Lightfoot, o diretor interino da agência (a Nasa está há mais de um ano sem chefe). Segundo Lightfoot, a agência pretende voltar a investir bastante em missões lunares, com direito à construção de uma base. “Nós teremos pessoas lá”, afirmou.

 

O orçamento proposto pelo governo dos EUA para a Nasa acabou frustrando algumas missões científicas e até mesmo a Estação Espacial Internacional, que poderá ser desativada em 2025. Por outro lado, beneficiou planos envolvendo a exploração realizada por humanos, incluindo o objetivo de retornar à Lua.

 

Isso será possível graças a uma estação lunar que a Nasa pretende construir – a Lunar Orbital Platform-Gateway. O primeiro passo seria a construção, em 2022, de um foguete especialmente projetado para a missão. A partir daí, a Nasa desenvolveria uma série de módulos de aterrissagem, que levariam astronautas e equipamentos até a Lua, e um módulo habitacional, que ficaria em órbita e poderia ser ocupado por humanos em missões de 30 a 60 dias. Tudo isso seria construído em parceria com a iniciativa privada.

Em um comunicado, William Gertenmaier, diretor do departamento de explorações humanas da Nasa, explicou qual é a intenção da agência: marcar território no espaço. “A Lunar Orbital Platform-Gateway nos dará uma presença estratégica ao redor da Lua”, afirmou. “Irá encaminhar nossa atividade com parceiros comerciais e internacionais, além de ajudar na exploração da Lua e seus recursos. Depois, poderemos traduzir essa experiência levando humanos a Marte”, afirmou.

Booking.com

Deixe uma resposta