Ida de brasileiros à África do Sul sobe 128% no 1º semestre

0
98

A África do Sul está cada vez mais no radar do brasileiro. Os números mais recentes apontam crescimento de 176% em visitas no mês de junho em comparação com o mesmo mês de 2016, segundo a South African Tourism (SAT).

Com esses dados, o Brasil chega a oito meses de incremento superior a três dígitos, consolidando ainda mais sua liderança na América do Sul em emissões para o país. No primeiro semestre, a África do Sul recebeu um total de 32.368 turistas brasileiros, alta de 128,5% em comparação com janeiro a junho de 2016.

Entre os motivos destacados para esse boom em visitação estão o encantamento com o destino, custo-benefício e a maior oferta de voos para a capital Joanesburgo, aponta a SAT. O período de crescimento intenso bate com a operação do voo da Latam para a cidade, em outubro do ano passado.

“A África do Sul é um destino maravilhoso para o turismo e, com condições bem melhores desde final de 2016 no preço e oferta de passagens aéreas, o brasileiro finalmente tem condições de descobrir os encantos do país”, ressaltou a representa do Turismo da África do Sul, Tatiana Isler.

Além da alta de brasileiros, a SAT vê um interesse maior partindo da Argentina. O segundo maior emissor sul-americano teve um incremento médio de 91,8% no primeiro semestre. Ao todo, foram 9.038 turistas.

ROADSHOW
Para deixar a África do Sul ainda mais em evidência, a SAT realizará, em parceria com a South African Airways, mais um ano de roadshow nas cidades de São Paulo, Curitiba e Buenos Aires. O evento contará com treinamentos e apresentação de produtos para agências e operadoras de viagens. As vagas são limitadas e os interessados devem fazer a inscrição escrevendo para marcelo@southafrica.net.

Veja o calendário abaixo:

12 de setembro
Curitiba – Hotel Four Points (avenida Sete de Setembro, 4211)

13 de setembro
São Paulo – Hotel Tivoli Mofarrej (Alameda Santos, 1437)

15 de setembro
Buenos Aires – Hotel Alvear Art (Suipacha, 1036)

Booking.com

Deixe uma resposta