Hipermercado português eleito o mais “verde” do mundo

Esta é a segunda premiação de uma loja Continente com a certificação máxima da LEED. Em 2013, também a loja Continente Bom Dia de São João da Foz, no Porto recebeu a distinção LEED Platina.

0
115

O Continente de Matosinhos foi eleito pela Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), que avalia a sustentabilidade ambiental dos edifícios, o hipermercado mais “verde” do mundo. O júri destaca a qualidade ambiental do espaço e otiminização dos recursos e materiais da construção do hipermercado, sendo que apenas seis edifícios em todo o mundo têm este nível de certificação.

A distinção acontece um ano depois de a loja ter sido remodelada, para refletir o “conceito de hiper do futuro da Sonae”, explica a empresa líder do setor do retalho em Portugal, em comunicado. A LEED, que tem no seu portefólio a avaliação de 150 mil edifícios em 150 países, chama a atenção para o espaço com “ambiente mais confortável e acolhedor”, explicando que esta premiação vem destacar “o esforço que tem sido feito na otimização dos consumos de água e de energia, bem como na reutilização e reciclagem de materiais”.

Esta é a segunda premiação de uma loja Continente com a certificação máxima da LEED. Em 2013, também a loja Continente Bom Dia de São João da Foz, no Porto, ter recebido a distinção LEED Platina.

“A manutenção do galardão máximo, no Continente de Matosinhos, traduz, mais do que o reconhecimento máximo de uma Entidade Certificadora Independente internacional, uma experiência de compra em Lojas sustentáveis aos nossos Clientes e ao acionista o retorno, com sustentabilidade”, afirma Jorge Pessoa, Diretor da Direção Técnica da Sonae.

O Continente de Matosinhos, inaugurado em 1985, passa a ser o maior hipermercado do mundo com este nível de certificação. Dos restantes seis edifícios com este tipo de premiação, três deles estão localizados na Europa.

Booking.com

Deixe uma resposta