De acordo com o relatório divulgado em Londres , os lucros registaram uma queda de 95 milhões de euros em relação aos valores alcançados no mesmo trimestre de 2015.

Os lucros foram atingidos também pela concorrência no setor da aviação, uma vez que os baixos custos do combustível provocam tarifas ainda mais baratas.

“Prevemos que a libra se mantenha volátil durante algum tempo e talvez venhamos a enfrentar quedas no crescimento económico no Reino Unido e na Europa por causa do Brexit”, acrescenta a Ryanair.

“Pode ser que se verifiquem oportunidades para uma expansão para alguns aeroportos britânicos mas prevemos um crescimento mais lento do que aquele que estava previsto no Reino Unido o que vai provocar mudanças em relação à capacidade em outros mercados europeus”, indica o mesmo relatório.

A companhia de aviação mostra-se igualmente preocupada com o valor da libra face ao euro, pois desde o resultado do referendo que apoiou a saída do Reino Unido da União Europeia, a moeda britânica caiu 14 por cento em relação ao euro.

Apesar das preocupações relacionadas diretamente com o Reino Unido, a Ryanair sublinha que o negócio está a “crescer com força” na Alemanha.

Booking.com

Deixe uma resposta