A importância da gratidão

Ela é fundamental para fortalecer o indivíduo. Aprenda como aplicá-la no seu dia a dia e seja mais feliz

0
430
A importância da gratidão | Crédito: Shutterstock
A palavra está na moda nas redes sociais. Sempre que algo de bom acontece, a expressão usada é “gratidão”. Mas o que esse sentimento faz de fato pelo ser humano? “Ainda pouco reconhecida como um dos mais benéficos instrumentos para a saúde mental
humana, a gratidão pode ser a chave para o bem-estar. Diferentemente do otimismo, que foca no positivo em um tempo futuro, a gratidão aflora todo dia por meio do reconhecimento de aspectos positivos de qualquer ação”, afirma Cema Santos, treinadora
do método Time Line Therapy, que ensina pessoas a serem mais gratas. “A TLH® ajuda você a se livrar das emoções negativas e decisões que limitam sua vida, além de habilitar a pessoa a criar o seu futuro. Consiste em tornar claro como o indivíduo pensa, se comporta e o que almeja para sua vida”, afirma. E não é apenas reconhecer o bem que o outro faz ao prestar um favor, por exemplo. Mas, sim, enxergar o lado positivo da vida no dia a dia ou em algo que à primeira vista seja negativo, mas que pode ensinar algo. Veja alguns conselhos nestas páginas e coloque a gratidão em sua vida!

Coloque gratidão na vida!

  •  Veja o mundo com o olhar de quem aprecia;
  • Julgue menos o valor das coisas;
  • Tenha mais emoções positivas;
  • Não se deprecie;
  • Não deprecie o mundo ao seu redor;
  • Evite a insatisfação. O que você tem é suficiente!
  • Evite a competição exagerada (estimulada pelas redes sociais, em que todos devem ter a família mais feliz, o dia mais empolgante e as fotos mais bonitas). Não caia nessa!
  • Evite comparação com as pessoas próximas. Isso faz a gente querer sempre mais…

11 hábitos para ser mais feliz, segundo a TLH®

  1. Mantenha o celular longe do quarto. O último acesso antes de dormir deve ser feito pelo menos uma hora antes de você se deitar. E, quando acordar pela manhã, use o celular uma hora depois de levantar.
  2. Ao acordar, agradeça pela noite de sono e pela vida.
  3. Ao deitar, agradeça pelas coisas que aconteceram no seu dia, cronologicamente, como pequenas peças de um quebra-cabeça.
  4. Tire o NÃO do que for dizer. Refaça as frases positivamente. Em vez de “não gosto disso”, diga “prefiro isso”.
  5. Remova o verbo TENTAR do seu vocabulário. Em vez de tentar, faça.
  6. Troque o MAS por E. Refaça a frase e sinta a diferença do significado dentro de você. “O dia amanheceu bonito, mas eu fui trabalhar” é menos positivo que “o dia amanheceu bonito e eu fui trabalhar”.
  7. Agradeça também pelo que não gosta ou pelas coisas que acontecem no seu dia e não saíram como esperava. Você pode perguntar o que vale aprender com o que houve.
  8. Receba feedback ou comentários por algo que deixou de fazer sem se justificar. Apenas ouça e agradeça. Veja onde houve falha de responsabilidade/cuidado e absorva o aprendizado para outras situações semelhantes que venham a acontecer no futuro.
  9. Pratique a compaixão por si mesma e pelos outros. Lembre-se de que o que você vê agora faz com que seja a pessoa que é.
  10. Pratique o exercício de encarar os acontecimentos como se não tivesse envolvimento algum no assunto. A imparcialidade ajuda a ver com clareza os pontos positivos que merecem agradecimento.
  11. Responda em vez de reagir. Porque mais importante do que “dar o troco” é iniciar um diálogo que de fato resolva as situações, deixando-a satisfeita e, consequentemente, grata!
“Observe se não está presa numa cadeia de comparação, de querer sempre mais. A gratidão abre o coração, levando a gente a prestar atenção às pequenas coisas”
Cema Santos, treinadora do método Time Line Therapy®
Booking.com

Deixe uma resposta